A Leite Brasil
Ações
Estatísticas
Artigos
Legislação
Fale Conosco

 

Somente Freud explica

A agricultura foi o assunto da primeira propaganda realizada no Brasil, isso 500 anos atrás. Os elogios foram rasgados. “A terra é maravilhosa e aqui tudo plantando se dá”, afirmou Pero Vaz Caminha em sua famosa carta ao dono de Portugal da época, o rei D. Manuel, o Venturoso.

De nada adiantou a grande força que nos deu o escrivão luso, tanto que hoje somos tidos como a quarta profissão que mais atrapalha o país, conforme recente pesquisa publicada pela revista Exame. Os fazendeiros ficaram atrás apenas dos juízes, banqueiros e políticos.

De onde vem essa imagem deformada da nossa classe ? A resposta não é tão simples assim e está a merecer um estudo mais profundo, considerando que o tema é muito complexo e não é um artigo de poucas linhas que terá o dom de decifrá-lo em todas suas nuances.

Mas se pode dizer alguma coisa. Por exemplo, a pesquisa nos deu um belo “troféu”, mas se esqueceu de informar os motivos pelos quais nossa imagem não é lá essas coisas junto ao brasileiro. Não que essa informação nos deixaria menos inconformados, mas pelo menos saberíamos do que somos acusados para podermos nos defender.

Outra coisa. É preciso saber quando a pesquisa foi feita, pois as respostas poderiam estar influenciadas por um eventual momento negativo vivido pela agropecuária na mídia da época. Esse é um dos aspectos mais

importantes de uma pesquisa de opinião pública, cujos humores variam da noite para o dia dependendo das circunstâncias.

Mais outra coisa. Se a revista Exame trocasse a palavra “fazendeiros” por “produtores de alimentos”, será que os entrevistados não mudariam de opinião ? Certamente que sim, pois alimento significa vida, o bem mais valioso que um ser humano pode desejar.

Infelizmente o fazendeiro tem uma imagem estereotipada no Brasil. Aqui virou sinônimo de riqueza, poder, ostentação. Ah, se os entrevistados conhecessem a verdadeira realidade dos fatos. Pagamos o preço de uma imagem forjada nos tempos coloniais, que hoje nos alcançou porque a história oficial muitas vezes se sobrepõe à verdadeira.

Nossa balança comercial deve fechar 2001 com superávit de US$ 4 bilhões, sendo 30% de exportações agropecuárias. Cada emprego gerado no campo abre 24 lugares de trabalho na cidade. A comida que o brasileiro têm à sua mesa é uma das mais baratas do mundo. O Plano Real deu certo graças principalmente a “ancora verde”, representada pela agropecuária.

Por esses e por muitos outros motivos por que será que o povo brasileiro continua achando que a agricultura só serve para atrapalhar o Brasil ? Somente Freud explica.

Jorge Rubez - Presidente da Leite Brasil
Outubro/2001